Projeto Não à Fome

O projeto Não à Fome é uma das principais ações da Casa de Vovó Dedé no campo social. Está fundamentado em um amplo trabalho de segurança alimentar que se concretiza através das ações de fornecimento de alimentos prontos, café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar, na distribuição mensais de cestas básicas à idosos e idosas cadastrados no projeto e principalmente na Escola de Gastronomia Mãos de Trigo.

O programa Não à Fome é uma ação comunitária de valorização e fortalecimento da família, instituição que compreendemos como agente fundamental e estruturante da vida em comunidade. Nessa diretriz, o Não à Fome aglutina um conjunto de projetos independentes, mas que operam de forma complementar no enfretamento das dificuldades vivenciadas por famílias do bairro Barra do Ceará, em Fortaleza – CE, que se encontram nas mais diversas condições de vulnerabilidade.

Portanto, o fortalecimento dos vínculos familiares constitui o núcleo de todas as iniciativas que integram o Programa Não à Fome, que é composto dos seguintes projetos:

O projeto Mãos de Trigo consiste na implementação do Curso de Gastronomia Comunitária que, de uma forma resumida, tem o objetivo de profissionalizar, capacitando, sobretudo, mães dos assistidos da Casa, através de cursos de gastronomia.

São 15 mulheres selecionadas a cada 9 meses, mães de alunos assistidos pela Casa de Vovó Dedé, que se enquadrem no perfil determinado pelo projeto: baixa renda familiar e vulnerabilidade social.

A formação acontece em um formato de percurso formativo, onde as alunas passam obrigatoriamente pelas três principais cozinhas estudadas dentro da gastronomia, que é a Confeitaria, Panificação e a Cozinha Básica, onde a formação em cada cozinha terá a duração de 3 (Três) meses, portanto a cada 9 meses 15 mães são qualificadas e certificadas.

A capacitação se dá não somente no campo da gastronomia. As alunas são orientadas de forma a introduzirem novos hábitos alimentares capazes de minimizar os riscos à saúde causados pela alimentação inadequada. Nesse percurso de transformação, também estão incluídos temas de grande valor como:

Os cursos são ministrados por profissionais fixos no Projeto Mãos de Trigo e por professores/consultores contratados, a fim de agregar uma dinâmica maior na formação e qualificação das mães beneficiadas.

Essas mulheres, por decisão própria, começam a fazer parte desse percurso de transformação e são instigadas, através do ensino da gastronomia, a serem pessoas que possam contribuir positivamente para o reconhecimento de seus papéis na sociedade, seja no âmbito pessoal, familiar ou profissional. O conhecimento e as experiências adquiridas durante esse processo de aprendizagem irão, sem sombra de dúvidas, gerar benfeitorias no desenvolvimento socioeconômico da região, colaborando direta e indiretamente nas possibilidades de escolha, para que elas tenham autonomia na tomada de decisões e sejam capazes de conduzir e escrever suas próprias histórias usando a gastronomia como a primeira e mais forte coluna dessa construção.

Após concluírem os cursos as mães recebem de forma gratuita as condições necessárias para empreenderem por conta própria. Nesse intuito o Programa Não à Fome dota as suas residências de uma cozinha capaz de desenvolver esse papel. São realizadas reformas, construção e fornecimento dos equipamentos tais como fogão, geladeira, freezer, micro-ondas, utensílios, ferramentas e tudo o que for necessário (kit produção) para que cada contemplada possa iniciar, sob a orientação da Casa, um novo ciclo, empreender e ser dona de seu próprio negócio.

A partir do ponto em que cada mãe já esteja em condições de produzir em sua própria casa, a Casa de Vovó Dedé irá fornecer a matéria prima para que cada família já inicie suas atividades produtivas com um produto específico que será adquirido pela Casa e comercializado em locais e formatos definidos pela instituição, gerando recursos para as famílias e para a garantir a sustentabilidade do Programa Não à Fome e de cada unidade produtora.

Todo trabalho é feito sob a tutela da Casa em todas as suas fases, da compra de matérias-primas de qualidade, armazenamento e distribuição aos diversos núcleos produtores, aos processos de produção em si. A Instituição faz o devido controle de qualidade em todas essas fases, obedecendo todo o regramento imposto pela legislação.

 

Outro ponto importante a ser destacado é o de que em todas as fases, tanto nas capacitações assim como da própria produção, os beneficiados do projeto serão capacitados e acompanhados para procederem o correto plano de manejo e descarte dos resíduos orgânicos e não orgânicos gerados por todo o processo, ressaltando a preocupação pelo projeto com as questões ambientais e de sustentabilidade.

Todas as ações de Mídias e Marketing são desenvolvidas pela Casa de Vovó Dedé.

A definição das formas de comercialização do que for produzido, assim como a coleta e distribuição nos pontos de vendas, são atividades desenvolvidas pela instituição Casa de Vovó Dedé.

Todo o custo de produção e comercialização são suportados pela instituição, ficando para os beneficiados a remuneração de seu trabalho na cadeia de produção. As benfeitorias realizadas nas casas das beneficiadas e a aquisição e disponibilização do “Kit Produção” serão suportados pelo Programa Não À Fome.

Essa ação do Programa Não à Fome, de criar um ou mais produtos para que essas “unidades produtivas” produzam, busca garantir as condições iniciais para que as contempladas possam desenvolver um projeto próprio, empreender buscando atender as demandas da própria comunidade do seu entorno, seja atendendo as demandas de pequenos comércios com bolos, salgadinhos, seja vendendo quentinhas e marmitas, entre outros.

Na formação que tem no projeto elas são capacitadas para identificarem essas oportunidades, além de estarem aptas a produzir e bem comercializar seus produtos.

Horticultura Familiar / Fazendinha

O Programa Não À Fome também contempla ações para capacitar e estimular as famílias a produzirem alimentos próprios a partir de hortas familiares. São disponibilizadas pelo programa todas as condições técnicas para a produção de produtos orgânicos, sobretudo para consumo próprio da família.

Além disso a própria Casa de Vovó Dedé irá firmar parcerias para utilização de terrenos para implantação de pequenas fazendas com o objetivo de produção de tudo o que for possível para abastecer as cozinhas.

Empreendedorismo Comunitário

O Programa Não À Fome tem um forte compromisso na formação e capacitação das assistidas para o empreendedorismo, são capacitadas na formação dos custos de produção, o que é capital de giro, lucro, marketing, comercialização, e tudo o mais que for necessário para garantir a sustentabilidade do “pequeno negócio” que cada assistida terá a partir do programa, além de tudo isso cada unidade produtora poderá ser um instrumento multiplicador desses conhecimentos agregando familiares, amigos e conhecidos do entorno de cada unidade ampliando a capacidade de produção.

Divulgação/Comunicação - Programa de Tv/Podcast Sobre Alimentação Saudável e Educação Alimentar

A TVDD, a TV da Casa de Vovó Dedé, produzirá e veiculará todo o conteúdo audiovisual necessário para a comunicação do projeto, ensinado receitas, dando dicas e muitas informações importantes, fomentado e divulgando as boas práticas no preparo, consumo e descarte dos alimentos, ressaltando a importância da boa alimentação na prevenção de doenças, além de prestar contas do andamento do Programa Não À Fome todos os seus desdobramentos e muito mais.

Objetivo Principal

Impactar positivamente e efetivamente para a mudança da realidade de dificuldades de toda ordem em que mulheres, mães de alunos da Casa de Vovó Dedé e suas famílias se encontram, através do ensino da gastronomia e técnicas de empreendedorismo.

Objetivos Específicos

1. Resgatar e contribuir na transformação de vidas de mulheres, mães de alunos da Casa de Vovó Dedé, que estejam em situação de risco e vulnerabilidade;

2. Projetar com essas mulheres planos e projetos de vida;

3. Inserir essas mulheres no mercado de trabalho;

4. Reduzir o número de pessoas com fome na região, distribuindo alimentos prontos de qualidade para os assistidos (alunos) pela Casa de Vovó Dedé, assim para todos que procuram a instituição na busca de alimentação;

5. Educar, promover e proporcionar uma alimentação correta combatendo e reduzindo os problemas de saúde causados pela má alimentação;

6. Proporcionar uma melhor condição/qualidade de vida para as famílias dos beneficiados;

As Seis Diretrizes e Objetivos do Projeto

1. Formação e capacitação para inclusão social;

2. Combate à fome promovendo segurança alimentar e nutricional;

3. Empreendedorismo e desenvolvimento econômico da família com foco na mulher, protagonismo feminino;

4. Sustentabilidade social;

5. Solidariedade – Construção de uma rede do bem;

6. Alinhamento com os ODS – ONU – 2030.